Segunda-feira, 28 de Maio de 2018

Argumento Guarda-Chuva

"Costa defende legalização da eutanásia como forma de alargar a liberdade."

(https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/pscongresso-costa-defende-legalizacao-da-eutanasia-como-forma-de-alargar-a-liberdade)

 

Liberdade é um conceito bonito. E atraente. Nunca conheci alguém que dissesse "não gosto de liberdade". Toda a gente gosta de liberdade.

Porém, no caso, trata-se de um mesquinho "argumento guarda-chuva" de político em congresso. Serve para todas as ocasiões. E por isso, nas bocas erradas, torna-se um perigo. Afinal, liberdade de quem? E à custa de quê? É um pau de dois bicos. Será que chegaremos um dia ao ponto de termos de legislar o braço armado da Segurança Social?

 

Embora não faça apologia, consigo compreender o suicída e o suicídio. Isso sim, frutos radicais (talvez demasiado radicais) de liberdade do indivíduo. A eutanásia não. Esta é a forma mais egoísta de imporem à minha consciência uma "liberdade". Alguém quer morrer e envolve a consciência de terceiros para tratar do assunto? Ou será que, no futuro, havemos de discutir se é do interesse de terceiros sem consciência que se trate de que alguém indesejado morra?

Como diría um amigo, "a minha liberdade acaba na ponta do meu nariz." Se decidir morrer, junto com a minha consciência, deverei sempre ser eu a tratar disso.


Leão Perplexo às 11:28
linque do poste | mandar um bitaite

pesquisar

 

Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30