Domingo, 3 de Setembro de 2017

Pela Desigualdade de Género

Não compreendo porque se fala em direitos sem se falar de deveres. Estas duas palavras deviam de assomar sempre juntas. Mas não. Neste tempo pardo em que vivemos, a expressão "dever" quase desapareceu, dando rédea solta a "direito". Adicionando a isto, e talvez seja essa a explicação, "eu", "nós", "a minha cor", "a minha bandeira", aparece sempre muito perto de "direitos".

Não há volta a dar. Por muito que o BE (braço político visível do LGBT/Lobby Gay) mas também os outros todos, canhotos ou destros, não queiram, que tapem o Sol com a peneira, que exerçam mais influência para chegar ao seu objectivo de minoria de novos ditadorezinhos de agenda obstinada, existem mesmo, lamento informar, dois sexos: masculino e feminino. Não um e o mesmo, ou vários mais que dois, mas dois, Homem e Mulher. Como Deus fez. É claro que tudo isto vai ainda descambar muito, mas por escasso tempo que resta, é assim. Então, antes que este fugaz direito de poder produzir opinião, certa ou errada, termine, escrevo com sabor a liberdade agridoce, rapando as últimas migalhas de prato rachado, que amanhã pode já ser tarde demais. E se as minhas afirmações são descriminatórias ou ofensivas, assumam já o novo Aljube e apredrejem-me hoje. Em todo o caso é apenas uma opinião. A minha. Isso não exclui, não pode excluir, outras.

Mas isto eram só "uns à partes". Vamos mas é ao que interessa.

--- 

As duas pessoas melhores que conheço, as mais importantes, as que mais acarinho, que mais falta me fazem, que mais admiro, que mais mudaram a minha vida para sempre e para muito melhor, são mulheres. Não são tão importantes para mim só por serem mulheres. São tão importantes porque são as melhores. Não precisam de cumprir quota.

Ser homem é uma chatice. É verdade que fazemos xixi de pé, e isso é confortável, não há como escamotear, mas há muito poucos homens que admiro. Já mulheres, gosto de quase todas as que conheço. São muito mais altruístas e humildes que os homens. O altruismo e a humildade são grandes qualidades, ao contrário do que se diz por aí. Após um parto, quase todas as mulheres recuperam rápido e bem. Se fossem homens nesse papel haveria choraminguice para dar e durar, depressão e queixume. Sempre. As mulheres não. São o sexo forte. As mulheres são melhores que os homens. Desculpem, homens. Isto é a realidade.

Mas o Homem também tem o seu valor. Devido à diferença e especificidade de cada um no seu papel, o ideal é uma criança crescer sempre com pai (sexo masculino, cá está) e mãe (sexo feminino). A influência de ambos os sexos num crescimento saudável de uma criança é crucial. Porém, habitualmente, em falta do pai, seja qual for a razão, a mãe sabe colmatar melhor essa ausência do que um pai sabe colmatar a ausência de uma mãe. As mães são extraordinárias. Se for preciso, protegem os filhos antes de pensarem nas consequências.

Uma mulher tem melhor concentração no trabalho e nas tarefas. Fazem várias coisas ao mesmo tempo. Tenho um pouco de inveja disso. Na lida da casa, tento fazer o que sei e posso, a ver se fico tão bom como elas. As mulheres, quase todas, têm uma relação saudável com o futebol: gostam e vibram sem se envolverem em disparates e exagêros. Levariam essa estúpida indústria à falência num instante. Nós, homens, somos burros. Temos uma cegueira por todo esse tipo de assuntos apaixonantes: estragamos tudo antes de lhes tomar proveito. Elas não, têm sensibilidade e juízo.

Não gosto de cor-de-rosa porque é uma cor "sensível". Fica-me mal. Curiosamente, fica bem em quase todas as mulheres, ao contrário de algumas outras cores do arco-íris, o que é um grande paradoxo para mim. As mulheres são, em média (esmagadoramente), mais bonitas do que os homens e as várias cores que lhes ficam bem só ajudam a sublinhar isso. Embora, em rigor, nem precisem.

As mulheres têm um cérebro que funciona quase a 100% do que é preciso. São dedicadas, apesar do estúpido e equívoco estigma social de "fracas". Conseguem ser focadas no emprego, na casa, nos pais, nos filhos e no marido ao mesmo tempo! (Sim, fui sexista de propósito.) Os homens não. Na melhor das hipóteses, são workaholics, "fortes" só numa coisa, e ficam 14 horas de um dia a tentar arranjar sustento para a família. É certo que as mulheres têm menstruação e menopausa, o que, apenas posso imaginar, deve de ser um grande incómodo. Mas isso só me faz admirá-las ainda mais, por terem coragem para enfrentar um dia de trabalho, escola, ou outra coisa, mesmo quando tudo o que queriam, (e mereciam,) era ficar em casa a descansar. Tenho sérias dúvidas se um homem conseguiria. Em suma, as mulheres, além de multitask, são incríveis! Se acreditasse em macro-evolução, diria que as mulheres já vão muito mais à frente. Quando Deus fez a Mulher foi porque, acabando de fazer o Homem, olhou, "viu que era bom" e... Imagino que deve ter pensado: "Eles nunca se vão safar. O melhor é fazer a Mulher...")

No seu máximo, os homens não valem mais que as mulheres, mesmo que tenham músculos mais dissuasores e as submetam. Aliás, se as submetem pela via da força não valem mesmo nada. Não são homens nem são nada. O valor das mulheres? Claro que não têm menos valor! Mesmo que o patrão jure a pés juntos que sim. Mesmo que o marido (lá está o sexismo) faça pensar que sim. Enfim, não vejo "diferença", nem discuto. Mas então, contas feitas, seremos iguais? Ora, de iguais é que não temos nada! Desde as hormonas e aparelho reprodutor até aos neurónios não temos nada de igual. Nem sequer de parecido. E a maior preocupação do momento é se o exercício do livro diz que o menino é outdoor e a menina ajuda a mãe a fazer o lanche?...

 

Nesta coisa do "direito - dever", há coisas que podem alterar o seu frágil equilíbrio. Não se deve escrever na lei uma coisa que só pode e deve mudar nas mentalidades. E é óbvio, até para mim, um mero troglodita, que muitas coisas devem mudar. Podem mudar! Mas devemos ter cuidado com o que pedimos. É possível, quase certo, que algumas coisas, começando o seu caminho de plano inclinado, não voltam para trás. Há características únicas que se perderão. Será como acharmos melhor.

Mulheres, posto tudo isto, dêem cabo do meu mundo de uma vez, rebentem com a minha cosmovisão, desfaçam tudo o que me sustem a sanidade mental, mas... de certeza que querem ser "promovidas" à igualdade de género?

 

https://www.youtube.com/watch?v=E7VkSGqXdUU


Leão Perplexo às 15:33
linque do poste
2 bitaites:
De Chic'Ana a 4 de Setembro de 2017 às 14:58
A igualdade de género é um tema realmente muito sensível, tanto para as mulheres como para os homens.. Acho que nestes últimos tempos temos caído muito no sexismo, no femininismo e estes dois não correspondem à igualdade de género..

Gostei muito do teu texto!
Beijinhos


De João Leal a 5 de Setembro de 2017 às 21:16
Permite-me discordar, meu amigo. Essa elegia que fazes às mulheres não faz sentido para mim. Sabes, estou cansado dessa conversa que coloca os homens lá em baixo como se fossem uns rapazolas tontos. Não é verdade. Fica-te bem, não tenho dúvida que o aches, mas não é a realidade do mundo em que vivo.
Se as mulheres tivessem de ser criadas como homens, até podia ser que aguentassem, mas de certeza que a conversa era outra. Já viste bem o que é que nos é pedido desde putos? A pressão? A agressividade? O peso das expectativas que os outros colocam sobre nós? De um modo geral o homem sofre muito, só que em silêncio. O homem precisa de se sentir válido, de providenciar e guardar. Se não o consegue, definha em silêncio ou através de garrafas.
Há muitos homens grandiosos na sua abnegação, na sua capacidade de trabalho e coragem. À nossa volta. Em todos os estratos sociais.
As mulheres têm outras características inatas e culturais. Já conheci muitas mulheres horríveis, preguiçosas, más, burras e que confessam ser um zero à esquerda na lida da casa ou no multitasking. Não estou a contar, mas penso que tantas como homens
E que dizer da sociedade que se a mulher se quiser divorciar retira por principio os filhos ao pai?
Sabias que a proporção de suicídio homem/mulher é de 4 para 1? Isto não quererá dizer que os homens sofrem um bocadinho?
Acahs que não há muitos homens com vidas destruídas por mulheres?
Haveria muito mais que dizer, mas fico por aqui.
Grande abraço!



mandar bitaite

pesquisar

 

Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
17
18

20
22
24
25
26

27
28
29
30
31